Bobina x contagiros Imprimir
Avaliação do Usuário: / 8
PiorMelhor 
Escrito por Administrator   
Dom, 27 de Julho de 2008 18:58

A bobina é alimentada por meio da chave de contato, passando por um resistor limitador de corrente ligado ao terminal positivo (+) da mesma.
O platinado/ignição eletrônica é ligado ao terminal negativo da bobina e tem a função de chavear (ligar/desligar) a mesma. Esse chaveamento é que gera o colapso magnético e conseqüentemente a alta voltagem necessária para a faísca.
O contagiros funciona medindo, numa linha de tempo, as variações de tensão da bobina. Exemplo: 4000 variações de tensão, em 1 minuto, num motor 4 cilindros, correspondem a 1000 RPM.
No terminal negativo da bobina temos uma variação de tensão entre 0V e 12V (platinado fechado e aberto, respectivamente) e, no positivo também temos, devido ao resistor limitador de corrente, uma variação de tensão bem menor. É diferente de uma carro para o outro, mas acredito que o valor mínimo de tensão seja sempre maior que 10V, ou seja, teremos uma variação de tensão entre 10V e 12 V. Por isso é possível que um determinado contagiros ligado ao positivo da bobina funcione em um determinado carro, porém a confiabilidade da leitura será maior caso liguemos ao negativo.

Fonte: Silvio Cavalcante