Últimas


Warning: Creating default object from empty value in /home/content/16/8113416/html/modules/mod_latestnews/helper.php on line 108

Warning: Creating default object from empty value in /home/content/16/8113416/html/modules/mod_latestnews/helper.php on line 108

Warning: Creating default object from empty value in /home/content/16/8113416/html/modules/mod_latestnews/helper.php on line 108

Warning: Creating default object from empty value in /home/content/16/8113416/html/modules/mod_latestnews/helper.php on line 108

Warning: Creating default object from empty value in /home/content/16/8113416/html/modules/mod_latestnews/helper.php on line 108

Warning: Creating default object from empty value in /home/content/16/8113416/html/modules/mod_feed/helper.php on line 46

Dica Rápida

Um multímeto de boa qualidade é fundamental para qualquer trabalho ou verificação na parte elétrica de um jipe.

Mais Visitados


Warning: Creating default object from empty value in /home/content/16/8113416/html/modules/mod_mostread/helper.php on line 77

Warning: Creating default object from empty value in /home/content/16/8113416/html/modules/mod_mostread/helper.php on line 77

Warning: Creating default object from empty value in /home/content/16/8113416/html/modules/mod_mostread/helper.php on line 77

Warning: Creating default object from empty value in /home/content/16/8113416/html/modules/mod_mostread/helper.php on line 77

Warning: Creating default object from empty value in /home/content/16/8113416/html/modules/mod_mostread/helper.php on line 77

Mais Votados

-Freio traseiro a disco no Jeep (13 Votos) (Média: 5)

-Esquemas detalhados do Niva (9 Votos) (Média: 5)

-Vedando o distribuidor II (4 Votos) (Média: 5)

-Código Fonético Internacional (3 Votos) (Média: 5)

-Sugestão de painel (3 Votos) (Média: 5)

Velas automotivas PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 18
PiorMelhor 
Escrito por Administrator   
Qui, 07 de Agosto de 2008 01:26
  Você já checou o estado das velas do motor do seu jipe? É, realmente não é algo que fazemos com frequencia, alias, quase com que nenhuma frequencia.
  Mas o estado da vela pode lhe fornecer informações sobre aquela falha no motor, dificuldade em faze-lo funcionar, perda de potência ou até um dano mais sério.
  Abaixo descrevemos alguns efeitos, causas e soluções que podemos identificar olhando o estado das velas.
Normal O pé do isolador apresenta-se amarelado-cinza ou marrom-claro. Motor em boas condições - índice térmico da vela está correto.

 

Vela fuliginosa- carbonização seca O pé do isolador, os eletrodos e a cabeça da vela cobertos por uma camada fosca de fuligem preto-aveludada (seca).

Causas
- Carburador regulado com mistura rica
- Filtro de ar sujo 
- Afogador automático com mau funcionamento 
- Afogador manual puxado por longo tempo 
- Uso de combustível fora da especificação 
- Motor funcionando em baixa rotação por tempo prolongado
- Ponto de ignição atrasado 
- Uso de vela incorreta 
- Vela muito fria para o tipo de motor.

Efeitos
- Falhas de ignição 
- Motor falha em marcha lenta 
- Dificuldades de partida a frio.

Soluções 
– Regulagem correta do carburador e do ponto de ignição 
- Aconselha-se averiguar a qualidade do combustível que está sendo utilizado 
- Substituir o filtro de ar 
- Acelerar o motor (rodando com o veículo) lentamente até a carga total (rotação máxima), para queimar os resíduos de carbono 
- Evitar que o motor funcione por muito tempo em marcha lenta, especialmente quando estiver frio 
- Utilizar vela correta para o tipo de motor.

 

Desgaste excessivo dos eletrodos central e massa Causas 
- Presença de aditivos corrosivos no combustível e óleo lubrificante. Esta vela não foi sobrecarregada termicamente, não se tratando portanto de um problema
de índice térmico 
- Depósitos de resíduos provocam influências no fluxo dos gases.

Efeitos 
Solavancos do motor devido a falhas de ignição (especialmente na aceleração do veículo); a tensão de ignição exigida, pela grande distância entre os eletrodos,
é alta demais 
- Partida difícil.

Soluções 
- Trocar as velas ou examiná-las de acordo com as instruções dos fabricantes.
- Certifique-se do tipo ideal ao modelo do veículo, consultando sempre a tabela
de aplicação ou recomendação do fabricante
- Aconselha-se averiguara qualidade do combustível que está sendo utilizado.

 

Oleosa- carbonização oleosa O pé do isolador, os eletrodos e a carcaça apresentam-se cobertos por uma camada fuliginosa, brilhante, úmida de óleo e por resíduos de carvão.

Causas 
- Em motores de 2 (dois) tempos 
- Óleo em excesso na mistura 
- Em motores de 4 (quatro) tempos 
- Óleo em excesso na câmara de combustão 
- Guias de válvulas, cilindros e anéis do pistão estão gastos.

Efeitos 
- Dificuldade na partida 
- Falhas de ignição 
- Motor falha na marcha lenta.

Soluções 
- Em motores de 2 tempos, usar a proporção correta de mistura 
- Em motores de 4 tempos, retificar o motor 
- Trocar as velas.

 

Resíduos e impurezas Camada de cinza grossa no pé do isolador, na câmara de aspiração e no eletrodo-massa, de estrutura fofa e até cheia de escórias.

Causas 
Aditivos do óleo ou do combustível deixam resíduos incombustíveis na câmara de combustão (pistão, válvula, cabeçote) e na própria vela. Isso ocorre especialmente em motores com um consumo de óleo acima do normal, ou quando se utiliza combustível de qualidade inferior.

Efeitos 
Perda de potência do motor, decorrente de ignições por incandescência e danos ao motor.

Soluções 
- Aconselha-se averiguar a qualidade do combustível que está sendo utilizado 
- Trocar as velas
- Regular o motor.

 

Superaquecimento Eletrodo central fundido parcialmente.

Causas 
Combustão por incandescência causada por temperaturas extremamente elevadas na câmara de combustão em decorrência, por exemplo, de:
- Uso de vela muito quente; 
- Resíduos na câmara de combustão; 
- Válvulas defeituosas; 
- Ponto de ignição muito adiantado;
- Mistura muito pobre; 
- Sistema de avanço do distribuidor com defeito; 
- Combustível de má qualidade; 
- Vela mal apertada.

Efeitos 
- Falhas de ignição 
- Perda de potência 
- Danos ao motor.

Soluções 
- Aconselha-se averiguar a qualidade do combustível que está sendo utilizado 
- Trocar as velas

 

Eletrodos fundidos Eletrodos fundidos, possível trinca no pé do isolador e eletrodo-massa parcialmente fundido.

Causas 
- Combustão por incandescência causada por temperaturas extremamente elevadas na câmara de combustão em decorrência, por exemplo, de uso de vela muito quente; 
- Resíduos na câmara de combustão; 
- Válvulas defeituosas; 
- Ponto de ignição muito adiantado; 
- Mistura muito pobre; sistema de avanço do distribuidor com defeito; 
- Combustível não especificado para o tipo de motor.

Efeitos 
- Falhas de ignição 
- Perda de potência 
- Danos ao motor.

Soluções 
- Revisar o carburador, o ponto de ignição, o distribuidor e o motor 
- Utilizar velas corretas para o tipo de motor 
- Substituir as velas.

 

Pé do isolador trincado Causas 
- Dano causado por pressão no eletrodo central como conseqüência do uso de ferramentas inadequadas na regulagem da folga. Exemplo: abrir os eletrodos com uma chave de fenda 
- Corrosão do eletrodo central por aditivos agressivos no combustível 
- Depósitos de resíduos de combustão entre o pé do isolador e o eletrodo central.

Efeitos 
- Falhas na ignição (a faísca salta entre o isolador e a carcaça)
- Partida difícil.

Soluções 
- Trocar as velas ou examiná-las de acordo com as instruções dos fabricantes.
- Certifique-se do tipo ideal ao modelo do veículo, consultando sempre a tabela
de aplicação ou recomendação do fabricante
- Aconselha-se averiguara qualidade do combustível que está sendo utilizado.

 

Danos Mecânicos Causas 
Isto é causado por objetos estranhos na câmara de combustão ou em um tamanho impróprio da vela onde ocorre o contato com o pistão. Mesmo uma pedaço de carbono pode fazer isto.

Efeitos 
- Falhas de ignição 
- Perda de potência 
- Danos ao motor.

Soluções 
- Revisar o carburador, o ponto de ignição, o distribuidor e o motor 
- Utilizar velas corretas para o tipo de motor 
- Substituir as velas.

- Limpeza na câmara de combustão

Resíduos grossos de chumbo O pé do isolador apresenta-se parcialmente vitrificado e de cor amarelo-marrom.

Causas 
- Aditivos antidetonantes no combustível, como tetraetila e tetrametila de chumbo
- A vitrificação denuncia a fusão dos resíduos sob condições de forte aceleração
de veículo.

Efeitos 
Se o pé do isolador chegar a temperaturas muito altas, os resíduos de chumbo tornar-se-ão condutores elétricos, fato que pode ocorrer com veículos em alta velocidade, causando falhas de ignição.

Soluções 
- Aconselha-se averiguar a qualidade do combustível que está sendo utilizado 
- Torna-se necessário trocar as velas, pois é inútil tentar limpá-las.

 

 

Uma vela deve dissipar o calor produzido pelos gases de combustão. A gama térmica ou índice térmico da vela é a medida da quantidade de calor dissipado.

Com isso, temos dois tipos de velas em relação a sua gama ou índice térmico: as velas frias e as velas quentes.

Velas frias: Tem capacidade de maior dissipação de calor,  o que favorece o funcionamento de motores com alta potência específica.

Velas quentes: Tem menor capacidade de dissipação de calor, o que favorece o funcionamento de motores com baixa potência específica.

O que diferencia uma vela quente de uma fria é o tamanho da superfície do seu isolador. Quanto maior for a superfície, mais quente é a vela, ou seja, maior a sua capacidade de reter calor.

Para um melhor rendimento do motor e maior durabilidade dos componentes, sempre utilize a vela com gama ou índice térmico adequado para o seu carro.

Utilize velas frias se você utiliza o veículo constantemente com o motor trabalhando em condições severas.

 

Fonte: Trilha4x4